sexta-feira, 22 de abril de 2016

MÚSICA - Crônica de Marga Cendón (Uruguaiana, RS)

MÚSICA

A vizinha do andar de baixo invade minha sala com o som do seu piano. “Fascinação”, depois “As Time Goes By”. Sou plateia anônima, porém atenta. E quando termina, mentalmente peço bis. Ela não sabe que empresta leveza ao fim da minha tarde... E enquanto torço que recomece, penso na magnifica capacidade da música em preencher espaços dentro da gente, mudar o rumo da noite; mobilizar e entregar de volta o que parecia perdido: o sentido inigualável de encantamento que a falta de tempo me havia roubado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário